Link lojaNovo endereço:Link Loja

Rua Alesso Baldovinetti, 193 - Casa Verde Alta - São Paulo - CEP: 02555-000

Telefones: 11 3966-0101 / 3858-5052

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese


Total de visitas: 425897
Produto Ecológico
Produto Ecológico

MADEIRA – RECURSO RENOVÁVEL A CURTO E MÉDIO PRAZO
O desenvolvimento da humanidade sempre se deu às custas do aproveitamento dos recursos naturais. A natureza sempre nos forneceu o que comemos, o que bebemos, o que vestimos, o que usamos. Por mais tecnologia que exista em um produto, este não existiria sem o aproveitamento de algum recurso natural.

Muitos materiais que a natureza nos oferece, precisaram de milhares ou milhões de anos para se formar.
A madeira, para ser utilizável, precisa, relativamente, de muito pouco tempo.

MADEIRA – O MATERIAL DE CONSTRUÇÃO DO FUTURO
Em países mais desenvolvidos, como Noruega, Finlândia, Alemanha, quanto mais se utiliza a madeira, mais árvores tem.
É o resultado de práticas adequadas, de reflorestamento e de manejo correto das florestas.

MADEIRA – O MATERIAL DE CONSTRUÇÃO ECOLOGICAMENTE CORRETO
A madeira é considerada por muitos como o material de construção ecologicamente mais correto.
- É renovável a curto e médio prazo.
- Pode ser extraído da natureza sem devastação.
- Não necessita de alto consumo de energia para ser colocado à disposição dos consumidores.

MADEIRAS OBTIDAS PELO MANEJO CORRETO DA FLORESTA
Toda e qualquer forma de intervenção do homem na floresta é impactante. A maior ou menor intensidade desse impacto está ligada diretamente às técnicas empregadas na colheita da madeira.
Neste sentido a Pauliceia orgulha-se de possuir em seu rol de fornecedores de madeira tropical, empresas que adotam uma política de responsabilidade ambiental. Fornecendo somente madeira oriunda de floresta manejada onde são adotadas técnicas operacionais visando uma colheita planejada que favorece a redução dos impactos da colheita florestal (afetando menos áreas, provocando menos danos e protegendo as árvores a serem colhidas futuramente), a aplicação de tratamentos silviculturais (favorecendo as árvores de corte futuro) e o monitoramento do crescimento da floresta. 
A intenção da Pauliceia ao exigir madeira oriunda de floresta manejada, é assegurar a continuidade da produção sem destruição da floresta, através do planejamento da colheita, visando manter a cobertura vegetal da área, prestando serviço ambiental na medida em que as árvores fazem a manutenção do ciclo hidrológico e o seqüestro de carbono.

PARA FABRICAÇÃO DE ESQUADRIAS SÓ SERVEM MADEIRAS OBTIDAS DE ÁRVORES MADURAS
Para fabricar esquadrias de madeira de qualidade, as marcenarias precisam de madeiras adequadas. 
Na floresta amazônica existem madeiras excepcionais para esta finalidade, tais como o Freijó, o Mogno, o Cedro Rosa, o Ipê, entre tantas outras espécies. 
A parte da árvore que serve para a fabricação de esquadrias é o cerne da árvore, e árvores novas não tem cerne suficiente. É preciso que a madeira seja obtida de árvores maduras. E, se somente as árvores maduras forem derrubadas, no manejo correto da floresta, esta floresta estará sempre se renovando, e será eterna.

MADEIRAS DE REFLORESTAMENTO
Primeiro foram os móveis de madeira que começaram a ser fabricados com madeiras de reflorestamento. Por exemplo, o eucalipto.
No ramo de esquadrias, ainda predomina o emprego de madeiras de florestas naturais, mas aos poucos também começam a ser empregadas as madeiras de reflorestamento.

O USO CONSCIENTE DA MADEIRA 
Paulicéia tem um enorme respeito pela natureza.
Desde 1974 que a família Paulicéia se dedica à fabricação de esquadrias de madeira. 
Com mão-de-obra qualificada, projetos bem elaborados, administração eficiente, aproveitando ao máximo a madeira que a natureza oferece.
Sem desperdício, seguindo sempre o conceito divulgado nas escolas de engenharia de utilizar o material mínimo necessário e suficiente para obter bons produtos.
Na fabricação das esquadrias maiores, sobra muita madeira curta. Esta madeira curta é utilizada para a produção das esquadrias menores. Ainda assim sobra. Esta sobra é utilizada para contramarcos, talas de venezianas, baguetes para vidros, e outros perfís ainda menores.
Os pedaços muito pequenos ainda são aproveitados para fazer os tacos de fixação das esquadrias, e os ainda menores são transformados em cunhas. 
Até a serragem da madeira vem sendo aproveitada na criação de galinhas.

E as partes com defeitos, tais como nós, “brancos”, rachaduras, etc, que não teriam nenhum aproveitamento como madeira, são aproveitadas para fazer o fogo gerando energia p/ caldeiras de secagem de madeira.

topo